Criei o espaço para publicar minhas idéias, digo poemas, apenas pensamentos espremidos até formarem versos. Puramente leigo, mais um diário que qualquer coisa.

Uma descrição do que passa por mim e do que fica, meu ponto de vista que é bastante restrito, desse tecido tão interessante, a alma humana.

Espero que apreciem a visita.


Todas as imagens são da internet e de propriedade dos respectivos sites.

sábado, 21 de maio de 2011

Um flash

Esse brilho nos olhos
esse arfar de contente
uma respiração suspira
a pele que toca, arrepia
alma flutua, levitando
carinho morno que vira
em tormento ardente
e a tormenta que abranda
bem dentro da gente
a visão perpassa, futura
com uma mirada linda
tudo congela, faz silêncio
o mundo cala sempre
que a ternura se achega.

Um comentário:

  1. Olá Cibis...
    É belo o brilho do olhar,
    assim como é belo o reflexo desse
    brilho em sua poesia.
    Um abraço!

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget