Criei o espaço para publicar minhas idéias, digo poemas, apenas pensamentos espremidos até formarem versos. Puramente leigo, mais um diário que qualquer coisa.

Uma descrição do que passa por mim e do que fica, meu ponto de vista que é bastante restrito, desse tecido tão interessante, a alma humana.

Espero que apreciem a visita.


Todas as imagens são da internet e de propriedade dos respectivos sites.

terça-feira, 30 de março de 2010

Black hole




Like a balck hole, my hart
feeding on your on darkness
thinkn like never don´t
turn every thots in the same

needing you every moment
liking you all time
loosing for yours eyes
crazy for only smile

turn and turn at the same
never find, never quiet
thinking and desaring
passion burning my hart

sábado, 20 de março de 2010

Definição de sociedade

adrenalina, correndo fugindo
acelerando tudo sem rumo
tendando ir mais longe
ritmo frenético irrefreável

Energias ao limite do ser
Stress é menos que resfriado
Desgaste perdeu significado
Descanso para desocupado.

Agradeço pelo trabalho
duro de cada dia mais.
A hora extra que aumenta
o mínimo que não satisfaz.

A impotência na desgraça
a matança que passa
diante dos olhos infantes
sem que se possa sonhar

Esperança esmagada sob
o peso eterno do porvir
amanhecer sem ter certeza
se chegará o anoitecer

Cercados por falsa alegria
propagada em mil outdoors
que gritam saúde e paz
uma vida melhor, é só pagar.

sexta-feira, 19 de março de 2010

Flashicidade da memória


Uma fração ou um centésimo
do tempo em ação geradora
É o tempo gasto em ser feliz
Apenas um flash momentâneo

O registro desse instante
Por menor que seja a duração
Lembrado será por muito tempo
Além de si e por outrém

Trazendo a sombra do momento
Para aquecer a alma triste
Naquele flash doído e escuro
A dor, tristeza, infelicidade.

A duração e intensidade iguais
mas não se assemelham em forma
Enquanto um se relega esquecimento
Ao outro lembramos eternamente.
Ocorreu um erro neste gadget