Criei o espaço para publicar minhas idéias, digo poemas, apenas pensamentos espremidos até formarem versos. Puramente leigo, mais um diário que qualquer coisa.

Uma descrição do que passa por mim e do que fica, meu ponto de vista que é bastante restrito, desse tecido tão interessante, a alma humana.

Espero que apreciem a visita.


Todas as imagens são da internet e de propriedade dos respectivos sites.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Mágica

Somente respire, inflar e desinflar os pulmões
Mantenha os olhos abertos e foco nas cores
Elas são lindas, as cores e os contornos
Se sentir algum desconforto, então chore
Vai existir alguém lá só para atende-lo
Sempre que sentir fome, frio ou calor
Vai ensinar tudo que é necessário fazer
Para que siga respirando e não sinta dor
Alguém que nem sempre acerta, mas tenta
Você deve respeitar e amar, mesmo assim
O que são essas coisas? Ah, o nascimento
pode ser demorado ou mais curto, varia
Mas quando estiver pronto, vai ver a luz
Sentir um frio na barriga, uma perda
Assim são os começos, um pouco de medo
Mas você logo se acostuma, a vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget