Criei o espaço para publicar minhas idéias, digo poemas, apenas pensamentos espremidos até formarem versos. Puramente leigo, mais um diário que qualquer coisa.

Uma descrição do que passa por mim e do que fica, meu ponto de vista que é bastante restrito, desse tecido tão interessante, a alma humana.

Espero que apreciem a visita.


Todas as imagens são da internet e de propriedade dos respectivos sites.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Amor em cor


Hoje acordei meio, assim...

com o sol brilhando amarelo
Como se sorrindo pra mim
Todos os pássaros cantando
Estavam me saudando!


Todas as flores de todas as cores
Borboletas em muitos matizes
O céu azul, de todas nuances
Todos a agraciar meus olhos!


Minha alegria derramava
Cor e som, luz e alegria
Mas porque tal coisa
Assim sem mais, ocorreria?


Ora não estivesse eu amando
Jamais assim me sentiria
Quem ama conhece o céu
Encontra paz e alegria


Por que todos os poetas
Ao amor reverenciam
Entragam-se à cantá-lo
Sem mesuras para senti-lo?


Pois amar é viver
Sem amor a vida é vazia
O caminho é longo
Os dias demorados


Amar é ser um só em dois
ser dois sendo um
encaixar o preto e branco
Sem espaços, sem arestas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget