Criei o espaço para publicar minhas idéias, digo poemas, apenas pensamentos espremidos até formarem versos. Puramente leigo, mais um diário que qualquer coisa.

Uma descrição do que passa por mim e do que fica, meu ponto de vista que é bastante restrito, desse tecido tão interessante, a alma humana.

Espero que apreciem a visita.


Todas as imagens são da internet e de propriedade dos respectivos sites.

domingo, 9 de agosto de 2009

In- Jaula


Todos os meus músculos contraídos
Todos os meus sonhos retraídos
O mundo gigante, à minha volta
Me enjaula e oprime

Por que me parece triste a guerra?
Por que me chocam os assassinatos?
O que há de vil, em um tiro?
Ou de ferino no preconceito?

As histórias infantis mesclam-se ao real
A fantasia impregna de horror surreal
Tão somente a face ruim, anti-heróis
Onde estão nossas esperanças?

Sonhar é um desafio, quando
Sorrir é tão doentio, enquanto
O mundo inteiro sofre tanto
Ainda assim, seguimos tentando

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget