Criei o espaço para publicar minhas idéias, digo poemas, apenas pensamentos espremidos até formarem versos. Puramente leigo, mais um diário que qualquer coisa.

Uma descrição do que passa por mim e do que fica, meu ponto de vista que é bastante restrito, desse tecido tão interessante, a alma humana.

Espero que apreciem a visita.


Todas as imagens são da internet e de propriedade dos respectivos sites.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Acontece

Acontece de a gente deixar-se ir
Esquecer de comandar a vida
Largar o barco na corrente
Esperar o que vai chegar

Uma hora se acorda
Olhando pra ver onde foi
Que ponto triste foi esse
E qual o trajeto seguido

DifÍcil achar o caminho de volta
Olhar as conquistas passadas
Chances que evaporaram no ar
Sem que se pudesse tentar

É trabalhoso dirigir nessa estrada
comandar a viagem e manter o rumo
Ficar alerta e acertar o sentido
Quem sabe o que vai acontecer?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget