Criei o espaço para publicar minhas idéias, digo poemas, apenas pensamentos espremidos até formarem versos. Puramente leigo, mais um diário que qualquer coisa.

Uma descrição do que passa por mim e do que fica, meu ponto de vista que é bastante restrito, desse tecido tão interessante, a alma humana.

Espero que apreciem a visita.


Todas as imagens são da internet e de propriedade dos respectivos sites.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Cinza


A cor do neutro, do descolorido
matiz do preto, entristecido
O céu da chuva antes da tempestade
O lago do outono antes do inverno

Tristeza é cinza, apagado
Ainda é cor, ainda se percebe
mais como a tristeza, some
deixa opaco, esmaecido

Depois do fogo, cinza
Depois da dor, cinza
Sem ter amor, cinza
Sentir dor, cinza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget