Criei o espaço para publicar minhas idéias, digo poemas, apenas pensamentos espremidos até formarem versos. Puramente leigo, mais um diário que qualquer coisa.

Uma descrição do que passa por mim e do que fica, meu ponto de vista que é bastante restrito, desse tecido tão interessante, a alma humana.

Espero que apreciem a visita.


Todas as imagens são da internet e de propriedade dos respectivos sites.

domingo, 18 de abril de 2010

Voando

ver a vida como um filme
sendo principal e coadjuvante
rindo e chorando, ou contemplando

tão simples e tão fantástico
um mundo de coisas para ver
infinito de situações a conviver

um livro sendo construído
as páginas sem número final
cenas trágicas e cômicas

a beleza do movimento
a grandeza no incerto
a maravilha no presente

Poder sentir arder a dor
Ou feliz rasgar-se em sorrisos
E apreender no que se passa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget