Criei o espaço para publicar minhas idéias, digo poemas, apenas pensamentos espremidos até formarem versos. Puramente leigo, mais um diário que qualquer coisa.

Uma descrição do que passa por mim e do que fica, meu ponto de vista que é bastante restrito, desse tecido tão interessante, a alma humana.

Espero que apreciem a visita.


Todas as imagens são da internet e de propriedade dos respectivos sites.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Apenas resmungos

Tanta gente ocupada no futebol
preocupada com alguma novela
Tanto para ver, o que comprar?
Será que já tem algo novo?

O monstro que gera desejo
que alimenta muitos sonhos
Também inventa mais alguns
para que se queira mais.

O que é meia dúzia com nada
se um tem milhões de dúzias?
Mas isso é antigo, sabido
mudou a responsabilidade.

Reis e governadores respondiam
tratavam com o povo em fúria
ainda que com o pão e circo
pessoas reagiam e cobravam.

Agora é fora da moda, cliche
Protestar da tanto trabalho
E sem trabalho estão muitos
Por que então reclamar, não?

Por que se tratar um câncer
se ele vai aparecer em anos
e agora eu tenho um resfriado
horrível, realmente incômodo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget