Criei o espaço para publicar minhas idéias, digo poemas, apenas pensamentos espremidos até formarem versos. Puramente leigo, mais um diário que qualquer coisa.

Uma descrição do que passa por mim e do que fica, meu ponto de vista que é bastante restrito, desse tecido tão interessante, a alma humana.

Espero que apreciem a visita.


Todas as imagens são da internet e de propriedade dos respectivos sites.

terça-feira, 21 de junho de 2011

E você cruzou meu caminho



E você passa assim inconsciente
De todo movimento que provocas
Na orquestra que reges, em mi

Esse volume alto dos seus lábios
Em risada que me percorre toda
Reverbera e derrama seu rastro

Esse tom de cabelos seus brilhando
Em castanho tom ardente, combina
Com meus olhos que devoram-lhe

Esse mover de pernas, tão marcado
Que rebolam meu coração para fora
Saltando da boca em gigantes sorrisos

Esse som da voz que passa rasgando
Todo véu que cobre meu desejo
Derramado assim, morno incontido

Esse seu olhar marcado e derretido
Arrebata meus sentidos e rouba
O chão, a cena, o coração e alma

11 comentários:

  1. Ah, o amar à distância... a falta de coragem para uma declaração... quem nunca passou por isso, um dia ainda vai passar.
    Adorei o seu poema!
    Beijos,
    Bela.

    Ps: obrigada por ter me linkado! Fico honrada... e vou te linkar no meu blog também!

    ResponderExcluir
  2. Cibis!

    Sentí essa sua poesia por completo,
    no belo dia em que conhecí a paixão,
    que logo tornou-se amor e hoje fez-me ser
    quem sou.

    Linda poesia, cheia de paixão!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  3. Uma bela sedução em versos que acompanhamos com o coração. Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Boa noite!
    Lindo e provocante poema.
    Estou vindo do Poeta Insano e amei a idéia.
    Parabéns pela poesia e pelo blog.
    Beijos,
    Carla

    ResponderExcluir
  5. Nossa...
    Sem palavras pra descrever o que eu senti nessa poesia.
    Pura sedução no mover de pernas, balançar de cabelos e olhos que devoram!
    Linda mesmo!!!

    ResponderExcluir
  6. Olá Cibis!

    Passei por aqui, seguindo a ideia maravilhosa do Poeta Insano, e adorei seu espaço!
    Ficarei, e se me permitir, voltarei sempre!

    Abraços e bom Feriado!
    Canata

    ResponderExcluir
  7. Bom dia Cibis!
    Vim através da ideia do Poeta Insano, e adorei suas poesias. Falar de amor e sentimentos em palavras, quem consegue transmitir tamanho sentimento assim, é merecedor de ser lido.
    Sigo te lendo!
    Beijo e bom feriado!

    ResponderExcluir
  8. Cibis, seu poema é poesia de mão cheia.

    Engendrado em terceto com verso livre e branco dá à melopeia um ritmo uníssono.

    Parabéns pelo talento e por ser o !Blog do dia".

    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito da visita que fiz ao seu Blog.
    Desejo-lhe sucesso!

    Beijo do ZÉ

    ResponderExcluir
  10. todo o detalhe do ser amado deixa tatuagem no ser que ama. deixa na pele e deixa na alma.
    lindo poema esse, que você fez :)
    cheguei aqui via "Poetas Insanos", nosso amigo comum, em boa hora.
    sigo seguindo-te, Cibis.
    beijinho.

    ResponderExcluir
  11. Cibis, fiquei encantando com seu conhecimento da forma poética. Muitos amigos aqui não entendem de rima nem de métrica nem conhecem soneto, haicai epopeia e etc.

    Obrigado pela visita!
    Agora também te sigo com emoção!

    Abraços do novo amigo!

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget