Criei o espaço para publicar minhas idéias, digo poemas, apenas pensamentos espremidos até formarem versos. Puramente leigo, mais um diário que qualquer coisa.

Uma descrição do que passa por mim e do que fica, meu ponto de vista que é bastante restrito, desse tecido tão interessante, a alma humana.

Espero que apreciem a visita.


Todas as imagens são da internet e de propriedade dos respectivos sites.

domingo, 26 de junho de 2011

(Di)Vagando

Hoje vou dormir, tempo infinitivo,
Nem mesmo o céu saberia me dizer
Os aconteceres que se acumulam-se
São força motriz, energia reversa

Quando a semente posta, na terra-ventre
Precisa de repouso e do úmido calor
Das lágrimas e da força da compressão
Oprimida, ela saberá então rebentar-se

É do muito tropeçar, que se aprende
A levantar e erguer-se usando amor
Aqueles que mais alto chegam, são
Que mais sofrem na hora de des-ser

8 comentários:

  1. Teus textos são muito bons! Te convido a conhecer a ACAPEC e se desejares, fazer parte do grupo.
    link: http://academiasheilaassis.ning.com/

    ResponderExcluir
  2. Cibis!

    Texto intrigante, ao que se pode
    notar certo tom de calmaria,
    para que através dessa calma se consiga refletir sobre as tempestades cotidianas.

    Parabéns!

    E venho também para te ofertar dois presentes que ganhei. Não há regras, mas mesmo assim não
    conseguí deixar de dividí-lo com meus amigos.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  3. Olá Cibis! Já te demos voas vindas por lá. Qualquer dúvida, pode falar comigo. Será um prazer te ter conosco.

    gilfacanha@gmail.com

    ResponderExcluir
  4. Cibis, temos que dormir para ter forças para acordar o mundo. Realmente aprendemos mais com os erros do que com os acertos.

    Que magnífico poema, parabéns pelo talento!

    Abraços do novo amigo!

    ResponderExcluir
  5. Teu blog é maravilhoso! Grande beijos tô seguindo você.

    ResponderExcluir
  6. Cibis!!
    Apesar de perceber toda uma inquietação do teu SER, saiba que isto está se refletindo em belíssima poesia!
    Tudo é passageiro, linda! Que o tempo de introspecção sirva para o desabrochar cada vez mais belo de teu coração.
    Um abraço bem carinhosoooo
    MLiz

    ResponderExcluir
  7. Cibis!
    O nome do teu blog é encantador!!
    Me toca porque lembra muito a minha profissao: Pscóloga. E é colocando as "almas no microscópio" que nós trabalhamos :)
    Adoro os detalhes da tua escrita: "des-ser"
    Escuta a música "rebento" que a Elis cantava... me lemrei dela quando li teu poema!
    Beijo!!

    ResponderExcluir
  8. Felizmente, você traduz suas ansiedade em palavras maravilhosas. Essa é a vantagem de quem gosta de escrever. Tem a sua frente um mundo especial.

    Bjs.

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget