Criei o espaço para publicar minhas idéias, digo poemas, apenas pensamentos espremidos até formarem versos. Puramente leigo, mais um diário que qualquer coisa.

Uma descrição do que passa por mim e do que fica, meu ponto de vista que é bastante restrito, desse tecido tão interessante, a alma humana.

Espero que apreciem a visita.


Todas as imagens são da internet e de propriedade dos respectivos sites.

domingo, 3 de abril de 2011

E quero

Ser a chama que trespassa
vento morno que enleva
A palavra decidida e final

O esgar de dor o nascer a cria
o grito de dor e lágrima morna
essa chama ardente de fúria

Sedução em misto de penúria
A briga regada de compreensão
dualidade extremada em carne

Aquela que sente acima de tudo
que é tantas coisas em um corpo
essa doçura disfarçada em fel

Quero ser isso tudo, tanto
sendo apenas um ser como outras
essa maravilha de ser mulher

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget