Criei o espaço para publicar minhas idéias, digo poemas, apenas pensamentos espremidos até formarem versos. Puramente leigo, mais um diário que qualquer coisa.

Uma descrição do que passa por mim e do que fica, meu ponto de vista que é bastante restrito, desse tecido tão interessante, a alma humana.

Espero que apreciem a visita.


Todas as imagens são da internet e de propriedade dos respectivos sites.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Amontoados e bagunçados sentidos


A casca vazia corroída
a voz que soa, sumida
Ecos de um não sei
perdidos no vento.

Pensar é irracional
Sentir não é funcional
Penso nisso tudo e logo
Mal suporto esse sentido.

Quem inventou o coração
não lembrou do detalhe
de fazê-lo resistente
para ajudar a gente.

Ele é uma coisa oca
pulsante e vibrante
frágil, sim muito
e completamente boba!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget