Criei o espaço para publicar minhas idéias, digo poemas, apenas pensamentos espremidos até formarem versos. Puramente leigo, mais um diário que qualquer coisa.

Uma descrição do que passa por mim e do que fica, meu ponto de vista que é bastante restrito, desse tecido tão interessante, a alma humana.

Espero que apreciem a visita.


Todas as imagens são da internet e de propriedade dos respectivos sites.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Recompensas

Quando tudo é escuro e triste
o brilho do sol não aquece
um vento frio, fustigante
o caminho difícil e errante

Abrir bem os olhos e atente
achar os detalhes, confiante
as surpresas que acontecem
porque antes não vistes

Um olhar amigável discreto
o apoiar de uma mão, afeto
sorrisos em vão, carinhos
um abraço perdido, amor.

Achar em meio ao escuro
tais miudinhas estrelas
tão chavão, tão intrínseco
mas na prática um desafio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget