Criei o espaço para publicar minhas idéias, digo poemas, apenas pensamentos espremidos até formarem versos. Puramente leigo, mais um diário que qualquer coisa.

Uma descrição do que passa por mim e do que fica, meu ponto de vista que é bastante restrito, desse tecido tão interessante, a alma humana.

Espero que apreciem a visita.


Todas as imagens são da internet e de propriedade dos respectivos sites.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Reescrevendo


Tentar fazer tudo diferente
Trilhar o caminho distante
Parecendo ser indiferente
Mas sou mais um viajante.

Quem sabe quando tudo é rosa
Nessa coisa toda instável
Do querer e não saber o que
mas amar tanto, sendo um

Passarinhando e querendo
ser caçada em pleno voô
Sendo predadora altiva
de cenho fechado e feroz

Quem percebe emoção ou amor
ante a face serena da esfinge
em seu jeito muito leonino
Sucitar dúvidas infinitas?

Eis que me perco em entender
Me encontro sem achar resposta
e o reflexo da dúvida, pausa
tempo eterno das pirâmides.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget