Criei o espaço para publicar minhas idéias, digo poemas, apenas pensamentos espremidos até formarem versos. Puramente leigo, mais um diário que qualquer coisa.

Uma descrição do que passa por mim e do que fica, meu ponto de vista que é bastante restrito, desse tecido tão interessante, a alma humana.

Espero que apreciem a visita.


Todas as imagens são da internet e de propriedade dos respectivos sites.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Procura-se manual

Ver a luz pela primeira vez
sentir o calor maternal
ouvir o som paterno, a voz
encher os pulmões, existir

Uma máquina fantástica, genética.
Absoluta, complexa, fascinante
Por isso tão cheia de falhas
Mas elas se compensam, sempre

De alguma forma o design completa
Cada uma das falhas com bônus
Isso equilibra seu funcionamento
Faz com que tudo seja melhor.

Nem sempre são fáceis comandar
Interação pode ser assustador,
uma vez que defeitos se unem
Ou qualidades são díspares.

Uns nascem tão prontos, perfeitos
Outros são mais inacabados, talvez
Falta de trato diário, defeito
Só não há manual de instruções.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget