Criei o espaço para publicar minhas idéias, digo poemas, apenas pensamentos espremidos até formarem versos. Puramente leigo, mais um diário que qualquer coisa.

Uma descrição do que passa por mim e do que fica, meu ponto de vista que é bastante restrito, desse tecido tão interessante, a alma humana.

Espero que apreciem a visita.


Todas as imagens são da internet e de propriedade dos respectivos sites.

terça-feira, 25 de maio de 2010

"In-sight"



Guardo sempre a receita,
que me cura dores difíceis
males da alma, intratáveis
que se vão como se lavados.

Olho o dia lá fora, sim dia
seja sol, chuva ou temporal
deve-se olhar com cuidado
calibrar as lentes no belo.

Em lugar de ruído baixo, ou nenhum
ou ouvindo o som das aves e o vento
respiro profundamente, bem devagar
deixe sentir o sangue renovado.

Imprimo um retrato em movimento
de sons que posso ouvir, música
das cores que posso ver, beleza
mas o mais importante de tudo
estar ali podendo captar o infinito.

A beleza de estar vivo é sentir
que se está vivo e só, perceba
que sem companhia o momento fica
íntimo, puro, assim é a mágica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget