Criei o espaço para publicar minhas idéias, digo poemas, apenas pensamentos espremidos até formarem versos. Puramente leigo, mais um diário que qualquer coisa.

Uma descrição do que passa por mim e do que fica, meu ponto de vista que é bastante restrito, desse tecido tão interessante, a alma humana.

Espero que apreciem a visita.


Todas as imagens são da internet e de propriedade dos respectivos sites.

sábado, 29 de maio de 2010

Poematizes e tons

Questionei-me do por que
desabafa minha alma em metáforas
transcreve sentimentos em versos
não em forma linear, um texto

Minhas mão respondem tristes
faltam-lhes o dom com as tintas
não podem pintar um momento
que passa do lado de dentro

Não há câmera que capte idéia
como não verbete para saudade
nem matiz para paixão, ardente
ou expressão para traição, dor.

Aceitei os argumentos e entendo
o verso,tão dúbio e incerto
encontra aí seu trunfo maior
pode esconder mais e mostrar.

A mágica do verso não rima
é ritmo, intensidade emoção
a beleza vem da interpretação
instantâneo sem foco, infinito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget