Criei o espaço para publicar minhas idéias, digo poemas, apenas pensamentos espremidos até formarem versos. Puramente leigo, mais um diário que qualquer coisa.

Uma descrição do que passa por mim e do que fica, meu ponto de vista que é bastante restrito, desse tecido tão interessante, a alma humana.

Espero que apreciem a visita.


Todas as imagens são da internet e de propriedade dos respectivos sites.

sábado, 29 de maio de 2010

Tempo-espaço

Meu tempo é aquilo que faço
não ações concretas, mais
o que passo o que penso
aquilo que me leva até.

O tempo é eterno, e não o é
cada instante é único momento
jamais estaremos sempre ali
por isso só somos finitos

o corpo, mente não suporta
dividir tanto em tão pouco
somos simples e materiais
finitos e limitados, únicos.

Eis o que faz cada um diferente
o que nos aproxima como iguais
todos vivemos e apreendemos
dentro do tempo que passa.

A beleza disso é imperceptível
tão sutil que se perde invisível
mas a alma compreende e traduz
com o sentir o que não compreende.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget